sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

D'angelo - Brown shugar (1995) RE-UPADO

Com apenas dois álbuns de originais editados, D'Angelo conseguiu aquilo que muitos artistas procuram ao longo de toda uma carreira, e na maioria das vezes sem sucesso: tornar-se num dos nomes de referência do universo musical em que está inserido."Brown Sugar" marcou a sua estreia discográfica em 1995, uma altura em que o r&b, a soul e o hip hop começaram a fundir-se, graças a artistas como Erykah Badu, Maxwell, Toni Rich e Lauryn Hill e os Fugees. D'Angelo foi colocado a par destes nomes, quando tinha apenas vinte anos, devido à aclamação de que foi alvo o seu álbum de estreia. Numa altura em que o r&b reclamava urgentemente por uma evolução, o cantor deitou abaixo as barreiras necessárias, deixando transparecer com evidência todo o talento que tinha e que pedia para ser desenvolvido. Seguindo o exemplo dos grandes mestres da soul, Stevie Wonder e Prince, D'Angelo para além de dar voz aos temas que o próprio compôs, ainda tratou dos arranjos e da produção de "Brown Sugar".Michael Archer (nome verdadeiro do cantor) nasceu em 1975, em Richmond, Virgínia, nos Estados Unidos e não foi preciso muito tempo para que descobrisse que o seu futuro profissional não passava pela vida religiosa levada a cabo pelo pai e pelo avô, quebrando assim uma corrente presente na família por duas gerações. D'Angelo optou pela música e pelos palcos em detrimento do púlpito, e a coerência dessa decisão manifestou-se desde muito cedo. Teve aulas de piano desde os cinco anos e, em 1991, o cantor conseguiu um contrato discográfico, graças a uma maqueta que gravou com a sua banda de hip hop, I.D.U., e de alguma notoriedade de que já gozava desde que vencera a "Amateur Night" na sala de espectáculos Apollo. O grande salto na sua carreira aconteceu quando escreveu e co-produziu "U Will Know", o single de apresentação da banda sonora do filme "Jason's Lyric", ao mesmo tempo que decorriam as gravações do seu disco de estreia, que lhe valeram a aclamação da crítica e comparações com nomes tão sonantes como Marvin Gaye, Curtis Mayfield, Stevie Wonder e Smokey Robinson, (de quem recriou o tema "Cruisin'", incluído em "Brown Sugar").Até à edição de "Voodoo", o seu segundo álbum de originais, D¿Angelo realizou inúmeras colaborações com artistas como Lauryn Hill, com quem gravou o tema "Nothing Even Matters", incluído no álbum "The Miseducation of Lauryn Hill"; B.B. King, de cuja colaboração resultou a faixa "Ain't Nobody Home"; e Method Man, com quem gravou o tema "Break Ups 2 Make Ups", incluído em "Tical 2000: Judgement Day".Colaborou ainda com DJ Premier na banda sonora do filme "Belly"; recriou o original de Prince, "She's Always On My Head", que foi incluído na banda sonora de "Scream2"; e participou em "Down In The Delta" com o tema "Heaven Must Be Like This". Dois anos depois da edição de "Live At The Jazz Café", em 1998, chegou às lojas "Voodoo", o aguardado segundo álbum de originais do cantor. E se em "Brown Sugar" todo o trabalho ficou por conta de D'Angelo, em "Voodoo", o músico contou com a ajuda de muitos amigos, como o guitarrista Charlie Hunter, o trompetista Roy Hargrove, os baixistas Pino Palladino e Raphael Saadiq, e o baterista Ahmir Thompson. O disco veio consolidar todas as expectativas que haviam sido criadas. D'Angelo foi buscar influências ao passado pela mão de artistas como Sly Stone e Al Green, conseguindo assim mais uma vez renovar o que se vai fazendo no universo da música negra.
Fonte : cotonete




1. Brown Sugar
2. Alright
3. Jonz In My Bonz
4. Me And Those Dreamin' Eyes Of Mine
5. S. D. M.
6. Smooth
7. Cruisin'
8. When We Get By
9. Lady
10. Higher

BAIXAR

BROWN SHUGAR

Nenhum comentário: